Quem somos | Materiais Educativos | Fale com nosso consultor
Post

DDA: O que é e como funciona?

O DDA é uma modalidade de pagamento que foi criada pela FEBRABAN (Federação Brasileira de Bancos), conta com a parceria dos bancos associados e tem o objetivo de aumentar a produtividade no sistema bancário.

Muitas pessoas, sejam empresários ou consumidores, embora trabalhem pagando e recebendo através de boleto bancário, não sabem exatamente como o DDA funciona e alguns até desconhecem o que é esta modalidade de pagamento.

Neste artigo vamos falar do DDA de forma detalhada para que não fique dúvidas em como utilizar essa funcionalidade. Boa leitura!

 

O que é DDA?

DDA ou Débito Direto Autorizado é uma modalidade cobrança no qual o boleto bancário é enviado diretamente para a conta do devedor sem que haja envio de papel ou e-mail para o cliente.

O DDA foi criado em 2009 e mesmo 10 anos após sua implementação, ainda há pessoas que não sabem de sua existência e aos que “conhecem” a modalidade, ainda confundem com o débito automático. É importante que saiba que o DDA e o Débito Automático são coisas totalmente distintas.

Leia também: Você sabe o que é boleto de proposta?

 

Como funciona o DDA?

Ele funciona como um boleto, onde o credor envia a cobrança ao seu cliente, com o valor da dívida e data de vencimento. Uma das exigências para a utilização do DDA é que ele só poderá ser enviada para o titular do débito, isto é, somente o detentor da dívida em questão poderá efetuar o seu pagamento.

Após envio da cobrança, o devedor acessa o título diretamente de sua conta bancária. Este acesso varia de banco para banco, mas basicamente é assim: a pessoa entra em sua conta e na aba de pagamentos encontrará o DDA e lá estarão todas as cobranças que ainda não venceram.

Ao ver as cobranças, o devedor então irá verificar se os dados estão corretos, como data do vencimento, valor, etc. e após isso autoriza o pagamento e o valor é debitado automaticamente em sua conta bancária.

Até o mês de novembro de 2018, era preciso estar muito atento à utilização da modalidade, uma vez que era muito comum as empresas enviarem as cobranças aos seus clientes tanto por DDA quanto o boleto físico e com isso, alguns consumidores efetuavam o pagamento duas vezes e então era necessário entrar em contato com a empresa beneficiária para solicitar o reembolso do pagamento duplicado.

Leia também: Como saber se o meu boleto foi pago?

Com a Nova Plataforma de Cobrança da FEBRABAN, que foi desenvolvida em parceria com a rede bancária, isso não é mais possível de acontecer, uma vez que os boletos são registrados e se, por exemplo, o DDA tiver seu pagamento autorizado e em seguida o cliente tentar pagar o boleto físico, o mesmo já constará como pago, impossibilitando a duplicidade na quitação do título.

Leia também: Você sabe por que não existe mais boleto sem registro?

É válido ressaltar que o DDA não abrange impostos ou contas como água, energia, telefone ou internet.

 

Existe cobrança de taxa para utilizar o DDA?

Normalmente os bancos não cobram pela utilização deste serviço, mas é bom verificar com seu gerente, já que isso varia de cada conta.

Entretanto, ainda que não haja cobrança excedente pela utilização do DDA, pode ser que sua conta possua um número limitado de transações de pagamentos mensais, portanto é recomendado que procure o seu gerente bancário para verificação.

Uma das grandes vantagens do DDA é que a probabilidade de manter suas contas em dia aumenta exponencialmente, uma vez que autorizado, o valor é debitado em sua conta e além de trazer maior comodidade, te proporciona também tranquilidade quanto aos seus pagamentos.

Caso tenha alguma dúvida sobre Débito Direto Autorizado, deixe sua pergunta nos comentários e nossa equipe estará pronta para responder.

Robelio Junior

Um mineiro graduado em computação, que se apaixonou pelo marketing digital e trabalha na área desde 2012. Torcedor do São Paulo Futebol Clube e chef de cozinha nas horas vagas.

Posts que você pode gostar

Post Financeiro

Fluxo de caixa: o que é e como usar?

Post Gestão e Negócios

Análise SWOT ou FOFA

Post Boleto Bancário

Como contornar os 4 principais desafios da cobrança via boleto

Post Parceiros

Padmoney e HOSTMGR: Painel completo de gerenciamento financeiro

Deixe seu comentário