Quem somos | Materiais Educativos | Fale com nosso consultor
Post

Entenda a diferença entre boleto e carnê de pagamento

Ter um processo de cobrança bem definido é fundamental para qualquer tipo de negócio. O mercado oferece várias modalidades de pagamento e dentre elas estão o boleto bancário e o carnê de pagamento. Muitos ainda se confundem quanto a estes dois métodos, pensando que se trata da mesma coisa.

Neste artigo, nós vamos te mostrar a diferença entre boleto e carnê de pagamento e qual o melhor momento para utilizar cada uma dessas modalidades.

 

Boleto Bancário

O boleto bancário é um título de cobrança que pode ser pago em qualquer agência bancária ou correspondente, como casa lotérica, internet banking, aplicativos, dentre outros, mesmo após o vencimento. O boleto é o segundo método de pagamento mais utilizado no Brasil e este status foi adquirido pelo fato dele ser democrático, podendo ser utilizado por qualquer pessoa.

Ele foi criado em 07/10/1993 e desde então nunca havia sofrido uma atualização. Em 2018 entrou em vigor a Nova Plataforma de Cobrança, elaborada pela Febraban (Federação Brasileira de Bancos) em parceria com os bancos. Ela trouxe muito mais segurança para as pessoas que trabalharem com boleto bancário, seja empresário, autônomo ou cliente.

Devido a esta atualização, todos os boletos, independente do valor são registrados. O mesmo deve conter obrigatoriamente o nome ou razão social do pagador, bem como CPF ou CNPJ e endereço. Esta atualização permite também que um boleto pode ser pago em qualquer banco ou correspondente mesmo após o vencimento.

Entenda por que não existe mais boleto sem registro.

Utilizar o boleto como forma de pagamento, traz algumas vantagens em relação à outras modalidades, como:

Agilidade na compensação dos boletos

O prazo de compensação do boleto é de até 2 dias úteis. Este é o período padrão para que o dinheiro esteja disponível para uso. O cartão leva de 14 a 30 dias, quando utilizado na função crédito. Esta rapidez no recebimento faz com que o boleto seja mais vantajoso.

Menor tarifa

Normalmente as tarifas do boleto são fixas, independente do valor da cobrança. Alguns sistemas intermediadores de pagamento cobram um percentual, assim como o cartão, mas normalmente é uma tarifa fixa enquanto o cartão de crédito pode chegar até 6% do valor da cobrança.

O Padmoney tem uma tarifa fixa sobre o boleto liquidado e possui um diferencial em relação aos outros sistemas, que é uma tarifa dinâmica, onde ela diminui conforme aumenta a sua quantidade de boletos liquidados.

Quanto à tarifa cobrada pelo cartão, dependendo do valor da compra, você pode pagar 500% a mais do que estaria pagando com o boleto.

Segurança

Antes da Nova Plataforma de Cobrança, muitas pessoas achavam o boleto mais seguro do que o cartão porque não era necessário informar dados pessoais como CPF ou endereço. Embora essa fosse uma “vantagem”, o boleto também era mais suscetível a fraude. Com o boleto registrado, a segurança em torno de suas transações aumentaram e com isso diminuiu o número de fraudes envolvendo essa modalidade.

 

Carnê de Pagamento

Menos usual do que o boleto, o carnê de pagamento vem caindo em desuso com o passar do tempo. Contudo ainda é bastante utilizado por determinados setores do mercado, como escolas, financeiras, lojas, etc.

O carnê de pagamento comprova um empréstimo realizado entre a empresa e o consumidor, onde este tem a possibilidade de parcelar suas compras.

Neste momento você deve estar se perguntando: como assim um empréstimo?

Suponhamos que você vá a uma loja comprar uma TV que custa R$ 3.000,00 e você não tem o dinheiro para efetuar este pagamento à vista e não possui limite disponível em seu cartão. Mas você sabe que esta loja oferece o parcelamento através do carnê. Então você irá se dirigir ao setor de crediário, passará por uma análise de crédito e então a empresa estará te emprestando o valor do produto e você pagará parceladamente com juros embutidos.

Caso possua restrições em órgãos de proteção ao crédito, provavelmente este “empréstimo” não será aprovado. Esta análise é necessária para que a empresa tenha uma garantia mínima de que a dívida será paga. Segundo dados do SPC, em 2014 as compras realizadas no carnê atingiram a marca de 55 milhões de pessoas negativadas, indicando que esta modalidade de pagamento pode contribuir para o aumento da inadimplência no seu negócio.

Leia também: 5 dicas para diminuir a inadimplência no seu negócio.

Muitas empresas têm substituído o carnê pela cobrança recorrente que pode ser feita por boleto bancário. Nesta modalidade, o cliente não recebe os boletos com todas as parcelas, mas sim receberá uma por vez dias antes do vencimento, evitando assim pagamento duplicado ou até mesmo a quitação de parcelas por engano.

Veja como funciona o pagamento recorrente via boleto.

Assim como no boleto, o carnê de pagamento também tem suas vantagens, como:

Ideal para todos os tipos de clientes

Para empresas que oferecem parcelamento em suas compras, o carnê de pagamento é ideal para todos os clientes, já que nem todos possuem cartão de crédito.

Grandes lojas físicas e também as prestadoras de serviço utilizam o carnê como forma de recebimento e acabam atraindo todos os tipos de público. Como falei anteriormente, é recomendável que as pessoas que querem pagar com esta modalidade passem por uma análise de crédito de acordo com a política de cada empresa.

Previsibilidade dos recebimentos

Uma outra vantagem é que com o carnê de pagamento, você consegue ter uma previsão de quando receberá o valor da parcela, podendo assim fazer projeções do seu fluxo de caixa, o que te ajuda na tomada de decisões em sua empresa.

Agora que você já sabe a diferença entre boleto e carnê, qual é a modalidade que mais se encaixa no seu negócio? Caso ainda possua alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários.

O Padmoney, como sistema intermediador de pagamento, oferece as duas modalidades de cobrança em seu sistema e as tarifas são as mesmas, ou seja, não há cobrança diferenciada pelos serviços.

Emita seus boletos ou carnês agora mesmo no Padmoney. Faça o seu cadastro ou fale com um consultor.

Robelio Junior

Um mineiro graduado em computação, que se apaixonou pelo marketing digital e trabalha na área desde 2012. Torcedor do São Paulo Futebol Clube e chef de cozinha nas horas vagas.

Posts que você pode gostar

Post Segurança

Como se prevenir contra a fraude do boleto bancário

Post Gestão e Negócios

Google Lens: saiba como você pode aumentar suas vendas

Post Gestão e Negócios

5 modelos de negócios perfeitos para o uso da cobrança recorrente

Post Gestão e Negócios

Por que tantas empresas fecham no Brasil?

Deixe seu comentário