Quem somos | Materiais Educativos | Fale com nosso consultor
Post

6 dicas de marketing para pequenas empresas

A tecnologia tem mudado a forma com que as pessoas se comportam no meio empresarial. Grandes empresas estão, de certa forma, concorrendo com as pequenas. A internet deu voz aos menores e o marketing para pequenas empresas está cada vez mais presente no dia a dia dos empreendedores.

Contudo, para uma empresa menor bater de frente com uma grande, é algo que se possível, é bom evitar. Empresas gigantes no mercado, além de possuírem um time de marketing maior, também têm orçamentos bem maiores para investir. Com isso aumenta a sua capacidade de propagar melhor os seus anúncios.

É importante que os empresários entendam que precisam ter a internet como aliada em seu negócio e também é necessário que estudem, veja como ela funciona e saiba criar campanhas que agreguem e tragam bons resultados a curto e longo prazo.

Neste artigo eu vou te dar 6 dicas de marketing para pequenas empresas para que você construa suas campanhas com solidez e tenha bons resultados. Boa leitura!

 

1 – Pesquise as oportunidades de mercado

É importante saber quem é o seu cliente e o que ele está procurando. Entenda porque ele precisa do seu produto.

Quando você sabe isso, o seu tempo é otimizado, pois assim você não terá o trabalho de oferecer algo para quem não precisa.

Busque saber qual a dor do seu cliente e a partir daí você terá a solução perfeita para ele.

 

2 – Esteja presente online

Os consumidores estão mais exigentes e mais atuantes quanto à discussão sobre marcas e produtos. Por isso você não pode ficar de fora do mundo online.

Se a sua empresa ainda não possui um site, recomendo que crie o quanto antes. É importante também que esteja presente nas redes sociais, pois é onde a maioria dos seus clientes estão.

Crie um blog também para sua empresa e entregue conteúdo de valor ao seu cliente, educando ele quanto à sua marca e produto.

 

3 – Faça um plano de marketing

Ter um plano de marketing é muito importante, pois com ele você define o seu orçamento, onde irá veicular os seus anúncios, como será a sua abordagem com o marketing orgânico, etc.

No seu plano de marketing, liste os seus concorrentes, veja o que eles oferecem além de você, monte uma estratégia que consiga competir com ele neste mercado tão disputado.

Este plano é essencial para alcançar bons resultados.

 

4 – Venda benefícios, não venda produtos

Mostre aos seus clientes os benefícios que o seu produto oferece. É muito importante que ele veja isso e que tenha uma boa experiência de compra.

A impressão que ele leva da sua empresa é tão ou mais importante do que a impressão que ele tem do seu produto.

Portanto, pense em oferecer soluções ao seu público alvo.

 

5 – Conheça o seu público alvo 

É muito importante que você tenha conhecimento de quem é o seu público alvo para que você não corra o risco de oferecer “carne para vegano”, ou seja, não ofertar o seu produto para o público errado.

Busque entender quem são as pessoas que comprariam o seu produto e porque elas fariam isso.

Para isso é bom que você defina em qual faixa etária está o seu público, se são somente homens ou mulheres ou até mesmo de ambos os sexos, se eles precisam ser casados ou solteiros, enfim, quanto mais detalhado for, maior a probabilidade de assertividade no momento de apresentar o seu produto.

 

6 – Transforme desafios em oportunidades

Todos nós enfrentamos desafios diariamente, seja em qualquer área de nossa vida e precisamos aprender a tirar lições dessas situações, pois pode servir para nosso fortalecimento.

Quando falamos do meio empresarial, um dos grandes desafios que você pode enfrentar são as rejeições que o seu produto encontra no mercado.

Para isto, o ideal é que reúna a sua equipe de marketing, liste todas as objeções possíveis e elabore estratégias de como lidar com cada uma delas.

Sim, é trabalhoso, contudo tende a trazer melhores resultados, uma vez que você já estará preparado para lidar com o problema que virá.

Essas foram algumas dicas que, se aplicadas corretamente, trará uma melhora significativa nos resultados de sua empresa.

Caso tenha alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários.

Robelio Junior

Um mineiro graduado em computação, que se apaixonou pelo marketing digital e trabalha na área desde 2012. Torcedor do São Paulo Futebol Clube e chef de cozinha nas horas vagas.

Posts que você pode gostar

Post Boleto Bancário

Pessoa física pode emitir boleto bancário?

Post Boleto Bancário

Taxa de boleto: a empresa pode cobrar do cliente?

Post Gestão e Negócios

6 coisas que um sistema de cobrança automatizada pode fazer por você

Post Boleto Bancário

Entenda como funciona o pagamento recorrente via boleto

Deixe seu comentário