Quem somos | Materiais Educativos | Fale com nosso consultor
Post

Como se prevenir contra a fraude do boleto bancário

Por se tratar de uma das formas de pagamento mais populares no Brasil, o boleto bancário tem a cada dia mais atraído a atenção dos fraudadores.

Vamos te dar algumas dicas de como se prevenir destes golpes.

Leia o seu boleto atentamente

Analise bem o boleto recebido. A grande maioria dos documentos costumam ter diferenças em seus formatos, falhas e até erros de português, então atente-se, porque qualquer caraterística pode ser um indício de fraude.

Muitas pessoas optam por pagar seus boletos em caixas eletrônicos, internet banking ou aplicativos mobile. Caso você tente fazer a leitura do código de barras nestes canais de pagamento e não conseguir, pode ser algum erro no leitor, mas também uma fraude. Um boleto fraudado apresenta falhas no código de barras e isso acaba forçando o usuário a digitar o código numérico que certamente foi adulterado pelo fraudador.

Em caso de boletos recorrentes, que são pagamentos efetuados periodicamente, é importante comparar o boleto anterior com o atual e conferir se há muitas diferenças. Caso haja, procure o seu fornecedor e verifique a autenticidade do boleto.

No Padmoney você pode verificar a procedência com o nosso sistema de anti-fraudes. No campo de descrição do boleto disponibilizamos um link para que o mesmo seja verificado, ou então basta acessar a nossa página de verificação, inserir o código numérico do boleto e então confirmar a sua autenticidade.

Cuidado com o vendedor falso

Este golpe também tem sido muito comum. Ele acontece quando um consumidor inicia uma compra dentro de alguma plataforma e então o suposto vendedor busca direcionar a venda para o e-mail, WhatsApp ou qualquer outro chat, com a oferta de um super desconto. Então a vítima acaba efetuando o pagamento do boleto falso, o criminoso recebe o dinheiro e o produto comprado nunca é entregue.

Quando ocorre este tipo de fraude, tanto o estabelecimento quanto a empresa emissora do boleto (bancos ou intermediadores de pagamentos) não podem ser responsabilizados, pois o consumidor optou por finalizar a compra fora do ambiente seguro.

Ainda há alguma dúvida sobre o assunto? Deixe seu comentário e a nossa equipe estará pronta para sanar todas elas.

Robelio Junior

Um mineiro graduado em computação, que se apaixonou pelo marketing digital e trabalha na área desde 2012. Torcedor do São Paulo Futebol Clube e chef de cozinha nas horas vagas.

Posts que você pode gostar

Post Administração Financeira

Fatores que afetam o Fluxo de Caixa

Post Financeiro

MEI pode emitir boleto para receber seus pagamentos?

Post Boleto Bancário

Como economizar com boletos bancários

Post Boleto Bancário

Pessoa física pode emitir boleto bancário?

Deixe seu comentário